Jogos Paralímpicos: conheça os destaques do Brasil

Hoje começam os Jogos Paralímpicos, que é uma grande oportunidade para acompanharmos de perto grande histórias de determinação e superação. Destacaremos a seguir os heróis paralímpicos brasileiros e detalhes da competição para que você possa aproveitar ao máximo o evento!

 

Brasil nos Jogos Paralímpicos

 

Apesar de não sermos uma grande potência nas olimpíadas, o cenário no esporte paralímpico é diferente! Nos últimos Jogos em Londres o Brasil ficou na 7ª posição no quadro de medalhas, com 21 medalhas de ouro, 14 de prata e 8 de bronze.

 

Jogos Paralímpicos

 

O desempenho brasileiro tem melhorado todos a cada ano, e pode se tornar ainda melhor com a inauguração do centro paralímpico brasileiro no último mês de Maio.

 

Conheça nossos atletas

 

Muitos que não conhecem nossos atletas paralímpicos ficariam felizes em saber que contamos com nossos Michael Phelps e Usain Bolt, conhecidos como Daniel Dias e Alan Fonteles, respectivamente. Vejamos alguns de nossos principais atletas:

 

Daniel Dias

 

Daniel Dias é o nosso fenômeno da natação. Com 15 medalhas, ele é nosso maior medalhista paralímpico. Daniel nasceu com má formação congênita dos membros superiores e da perna direita, descobriu o esporte aos 16 anos.

 

Após conquistar 9 medalhas em Pequim, Daniel recebeu o troféu Laureus, espécie de “Oscar do Esporte”, como melhor atleta paralímpico de 2008. Até então, apenas três outros brasileiros haviam recebido este prêmio: Pelé (Futebol, 2000) Ronaldo Fenômeno (Futebol, 2003) e Bob Burnquist (Skateboarding, 2002).

 

André Brasil

 

Aos dois meses de idade, André Brasil foi diagnosticado com poliomielite (paralisia infantil). A doença deixou como sequela uma deficiência na perna esquerda.

 

Detendo 10 medalhas olímpicas, André é o atual campeão olímpico dos 50m livre, 100m livre e 100m borboleta. Também é o vice campeão olímpico dos 100m costa e 200m medley.

 

Terezinha Guilhermina

 

Terezinha possui dose irmãos, sendo que cinco também possuem deficiência visual. Uma deficiência congênita, a retinose pigmentar, que fez perder com o tempo a pouca visão que tinha.

A atleta é a atual campeã olímpica dos 100 e 200m rasos. Na olimpíada anterior em Pequim foi campeã dos 200m, prata nos 100m e bronze nos 400m rasos.

 

Conheça as modalidades

 

São disputadas as seguintes modalidades nos Jogos Paralímpicos:

  • Atletismo
  • Basquetebol em cadeiras de rodas
  • Bocha
  • Canoagem de velocidade
  • Ciclismo de estrada
  • Ciclismo de pista
  • Esgrima em cadeiras de rodas
  • Futebol de 5
  • Futebol de 7
  • Goalball
  • Halterofilismo
  • Hipismo
  • Judô
  • Natação
  • Remo
  • Rugby em cadeiras de rodas
  • Tênis de mesa
  • Tênis em cadeiras de rodas
  • Tiro com arco
  • Tiro esportivo
  • Triatlo
  • Vela
  • Voleibol sentado

 

Grande parte das modalidades esportivas contam com classes, nas quais os participantes são enquadrados conforme suas condições físico-motoras. Assim há uma competição mais justa e equilibrada entre os atletas.

 

Uma das modalidades menos conhecida pelo público é o Goalball, na qual times de 3 atletas, que atacam e defendem, procuram fazer gol nos adversários. Não há contato entre os atletas, pois cada time deve permanecer em seu lado da quadra. Confira o vídeo:

 

 

A habilidade dos atletas paralímpicos são realmente impressionantes. Vale a pena conferir o vídeo do arqueiro norte americano Matt Stutzman, que mesmo sem braços consegue feitos incríveis no tiro com arco.

 

 

A possibilidade de medalhas para o Brasil já começa na quinta-feira (09/09) pela manhã, quando Daniel Dias começa sua jornada por mais ouros olímpicos.

 

Quem possui TV por assinatura pode conferir a programação ao vivo pelos canais SporTV. Caso você ainda não possua, confira os melhores planos de TV por assinatura no nosso comparador.

Jogos Paralímpicos: conheça os destaques do Brasil
5 estrelas, 1 voto